Mestrado na Itália: como foi o processo seletivo na Universidade de Bologna

Esse vai ser um post bem prático, contando como eu fiz o processo seletivo para o mestrado na Università di Bologna. Se você quer saber um pouco mais sobre a Universidade ou a cidade, temos um índice só para isso.

 

Procurando Bolsas

Desde o quarto período, eu pesquisava bolsas no exterior na internet. Eu fiz uma tabela no excel com bolsas e todas as informações que julgava relevantes, e sempre atualizava com informações que chegavam. Para procurar bolsas, olhava sempre em sites como o Estudar Fora, procurava relatos de quem foi, ia a feiras de intercâmbio.

Depois que encontrei várias bolsas, comecei a procurar tudo o que podia sobre elas. Muitas das que achei na verdade eram agregadoras que te direcionavam para outras bolsas. Outras tinham condições diferentes em cada uma das universidades participantes. Também procurei muito sobre o custo de vida em cada cidade. Então essa era a planilha mãe, que gerou dezenas de arquivos com pesquisas mais específicas. No final, eu tinha uma lista de prioridades com as universidades e bolsas que mais me interessavam.

 

Como eu escolhi a Università di Bologna

Eu já tinha feito intercâmbio em Bologna, e gostei muito da cidade e da universidade. A universidade mais antiga do mundo ocidental, em uma cidade conhecida pelas torres medievais, pórticos, e pela comida fantástica.

Na época, eles estavam falando que teriam um novo mestrado de história que seria em inglês, mas achei que seria igual o que eles tinham em italiano, do qual eu tinha feito várias matérias, então não me interessava tanto assim. Mas aí eu olhei e o mestrado em inglês tinha uma proposta completamente diferente, com a idéia de fazer um curso mais interdisciplinar e menos eurocêntrico. Vi que eles tinham tantas das mesmas críticas que eu tive ao curso de história, e fiquei com muita vontade de voltar para Bologna.

Mas o que me decidiu mesmo foi a possibilidade de uma bolsa. Eu não tinha a mínima condição de estudar na Europa sem uma, e comecei a me preparar para a UNIBO Action 2 com muita antecedência. Bologna estava no topo da minha lista de bolsas e de universidades.

 

Fazendo login no site e o processo seletivo

Os processos seletivos, tanto o da bolsa, sobre a qual vou contar mais depois, quanto o da universidade, são feitos inteiramente pelo site. Você tem que começar aqui, criando um login. Clique em Registrati, ou em Register se você escolheu a versão em inglês.

A primeira informação que eles pedem é o Codice Fiscale, o cpf italiano. A boa notícia é que você não precisa fazer um, porque ele é único para cada pessoa e baseado no seu nome completo, data de nascimento, gênero e lugar de nascimento. Então você pode clicar na parte que convida estudantes estrangeiros a se registrarem com um Codice Temporário, e a Universidade mesma simula seu Codice.

Finalmente você tem acesso a uma tela para estudantes, e deve clicar na opção de “Prove di ammissione o verifica dei requisiti”, ou, em inglês, “Entrance exams or requirements check”. Nessa parte vão aparecer todas as oportunidades que estiverem disponíveis no momento, como provas de línguas, seleção para graduação ou mestrado, bolsas. No caso de um mestrado, por exemplo, é só clicar em “Laurea Magistrale” ou “Second cycle degree programme” e ver as opções. Por isso é importante saber quando seu processo de seleção começa e termina. Muitas vezes, eles têm várias chamadas diferentes, então você pode fazer o processo quando preferir. Às vezes eles só terminam mais de um mês depois que as aulas começam, mas não recomendo essa alternativa para quem é brasileiro e precisa de visto, Declaração de Valor, Pre-Inscrição no consulado e todas as outras burocracias.

Depois que você clicar no curso escolhido, eles vão pedir o upload de vários documentos até o fim daquela chamada. Eles costumam incluir seus documentos de qualificação (de graduação para um mestrado ou de ensino médio para graduação), currículo e certificado de línguas, mas é sempre melhor conferir antes o que é realmente necessário para o curso que você escolheu. No meu caso, fiz upload do IELTS (o nível mínimo pedido para o curso era B2), currículo, diploma original e tradução juramentada, histórico original e tradução juramentada, um Statement of Purpose com no máximo 500 palavras.

Depois da primeira fase, em que eles checaram esses documentos, tive que fazer uma entrevista. Ela devia conferir meus conhecimentos em inglês e eles falaram explicitamente que poderia acontecer por Skype, o que nem todo curso permite. Também falaram que duraria em torno de 15 a 20 minutos, mas a minha não chegou a seis, me deixando na dúvida se eu tinha ido muito mal ou muito bem.

Felizmente fui aprovada nessas etapas. Achei que a pior parte tinha passado, mas aí a burocracia italiana-brasileira me fez pensar que essa era a parte mais fácil.

 

Pré-inscrição

Para continuar no processo, tive que fazer a Declaração de Valor, que é basicamente um documento em que o Consulado italiano da minha cidade disse que minha universidade existe e realmente me concedeu um diploma, e a Pré-inscrição, em que vários documentos foram mandados para a Universidade na Itália.

Esse processo todo tinha um prazo, que não consegui cumprir porque estudei em Federal e eles não vêem muito a necessidade de te dar um diploma. Ele geralmente demora dois anos, e tive que pedir com urgência, mas mesmo assim não ia ficar pronto, traduzido e apostilado a tempo. Então a solução que o consulado propôs foi que eu entrasse em contato com a Unibo explicando tudo e pedisse que eles aceitassem uma Pre-Inscrição parcial, faltando a Declaração, com a condição que eu a apresentasse chegando em Bologna. Felizmente, eles foram compreensivos e tudo deu certo, e, implorando muito na federal, com o tradutor e com o consulado, o documento ficou pronto 4 dias antes do meu vôo.

Vale dizer que tanto a Declaração quanto a Pre-Inscrição são pagos, mas você recebe uma isenção se já foi aprovado em uma universidade italiana. Decidir por fazê-los com meses de antecedência ou esperar para não gastar pode ser uma decisão difícil, e sugiro que você leve em conta os preços e o tempo que terá depois, e comece a providenciar os documentos de qualquer forma. Também se lembre que ao longo de meses o consulado pode mudar o pessoal do setor, a forma como você pode marcar a hora e os documentos requisitados (e sim, todos esses aconteceram comigo).

Também é necessário pedir separadamente o visto, que tem ainda outros requisitos e outro processo para marcar.

 

Continuando a inscrição online

Assim que a pre-inscrição for aceita, você pode voltar ao site e clicar em “immatricolazione” ou em “Registration”. Seu curso aparecerá alguns dias depois do pré-registro. É necessário preencher alguns formulários, adicionar uma foto e pagar a primeira parte da mensalidade, uma taxa de matrícula que no meu caso foi cerca de 160 euros. Eles tinham me avisado que eu teria que pagar a primeira parte antes de receber minha bolsa, então eu já sabia, e eles aceitam transferências ou cartões de crédito – lembre-se porém que o cartão deve estar habilitado para uso no exterior. Depois que o pagamento foi processado, pude marcar um horário na Secretaria em Bologna.

 

A matrícula

Chegando em Bologna, fui à Universidade fazer a matrícula. Eles me pediram pelo passaporte com o visto, Declaração de Valor, os documentos da Pre-Inscrição, Histórico escolar original e tradução juramentada e pelos papéis que comprovavam que eu já tinha dado entrada no Permesso di Soggiorno, a carteirinha de estrangeiro residente na Itália. Tudo original exceto o documento de entrada do Permesso, para o qual eu tinha uma cópia.

Então tive que lidar com o Permesso primeiro, mas em uma semana na Itália eu já estava com a carteirinha da universidade em mãos.

Em outubro, começa o processo de preencher o Plano de Estudos, escolhendo as matérias que vou cursar durante o ano, e então todas as questões burocráticas estarão prontas, e posso me preocupar com estudar. E viajar um pouquinho.

Lago de Garda Sirmione castelo scaligero vista do centro historico
Comemorando alguns dias livres entre as burocracias e começar as aulas, no Lago de Garda. Essa foto é de Sirmione.

Clique na imagem para ler todos os posts sobre estudar na università di Bologna:

Asdistancias blog tag unibo universidade de bologna 2

8 comentários

    1. Julia Boechat

      Oi, Giulia. O GRE não foi pedido no meu processo de seleção do mestrado, mas cada departamento tem os seus requisitos. Mas ele foi pedido no processo de seleção da bolsa, que fiz separadamente. Se você tem que fazer a prova, confere o blog no domingo que vão sair umas dicas sobre ela.

      Curtir

  1. Cecilia

    Ei Julia, tudo bem?
    Estou me inscrevendo e gostaria de conversar um pouquinho com vc se possível:)
    Posso te contatar através do linkedin ou whatsapp?

    Curtir

  2. Márcia Mota

    Oi Júlia. Por favor, você saberia me dizer se há mestrado em direito que possa ser feito online, na Universidade de Bologna? Vi que eles oferecem cursos online, porém não tenho conseguido maiores informações. Você saberia me dizer? Um abraço e obrigada.

    Curtir

  3. Lara

    Olá, Júlia! Não sei se você vai ver esse comentário nesse post mais antigo, mas eu tenho algumas perguntas sobre a bolsa Action 2. Primeiramente, com ela, você ainda tem que pagar o seu mestrado? Ou, além da bolsa em si, ela também te isenta do pagamento dessas taxas? Eu vi que ela não é renovada automaticamente, é muito perrengue conseguir a renovação? E você teve que emitir/enviar algum documento sobre sua situação econômica. Li algo sobre isso em algum lugar também. Parabéns pelo blog e muito obrigada por divulgar essas informações!

    Curtir

    1. Julia Boechat

      Oi, Lara, tudo bom? Muito obrigada pelo comentário, vou tentar te ajudar com o que eu souber.
      1) Sim, você ainda tem que pagar a universidade. Com a bolsa Azione ou você ganha o dinheiro ou a dispensa de pagar a anuidade, e não pode acumular os dois. A maioria dos cursos tem um máximo anual de 2500 euros. Eles também tem um sistema separado, o ISEE, em que você pode conseguir descontos na anuidade, mas tem que fazer os cálculos para ver se vale a pena pedir, já que você vai gastar uma grana com traduções juramentadas e apostilamentos.
      2) Sobre a renovação, sei que ela depende de notas e créditos cumpridos no mestrado. Se der tudo certo, em alguns meses vou poder te falar direitinho como tudo funciona ; )
      3) Os documentos sobre situação econômica são para o cálculo da anuidade. Você pode não mandar nada se aceitar pagar o valor máximo, como eu mencionei acima, então tem que olhar qual é o máximo de desconto que você ganharia e ver se vale a pena. Para a bolsa, não é necessário.
      Espero que isso te ajude, pode me falar se tiver mais qualquer dúvida, e boa sorte no processo seletivo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s