26 Pratos típicos para provar na Geórgia

Os meus amigos me zoam falando que eu fui para a Geórgia só pela comida e o vinho. E não vou mentir, foi uma motivação forte. Quando eu estava na Rússia, fiquei obcecada com a comida, e depois de viajar para a Geórgia, ela se solidificou como uma das minhas culinárias preferidas no mundo.

É uma culinária com sabores mediterrâneos e do oriente médio, em que eles acreditam muito em usar ingredientes sazonais e frescos, e em fazer pratos em que cada ingrediente aparece. Depois que fiz minha aula de culinária no Chakandrila, em Tbilisi, voltei até com meu potinho de Khmelo-sumelo, a mistura de temperos típica que inclui sementes de coentro, de aipo, manjericão, endro, salsinha, feno-grego azul, satureja, louro, menta e calêndula. Agora posso tentar fazer alguns pratos aqui em casa.

1) Khatchapuri

Khatchapuri é provavelmente o prato georgiano mais conhecido. Ele é até reconhecido como Patrimônio Cultural do País. Ele é basicamente um tipo de massa de pão recheada de queijo, mas com variações regionais que fazem com que você tenha que prová-lo por toda a Geórgia.

O Khatchapuri do Imereti é uma das formas mais populares, e geralmente é o tipo que a gente pede em restaurantes, cortado em fatias, para dividir durante uma refeição. Ele também é parecido com o Khachapuri do Megreli, com a diferença que no Megreli além do queijo dentro da massa, tem uma camada a mais em cima.

O Khatchapuri do Adjaruli é o meu preferido, um “barquinho” de queijo e ovo. O ovo é colocado no final, então ele geralmente vem para a mesa com a gema ainda mole. Para comer, pegue um pedaço de massa da borda, rompa a gema e misture para que tudo fique amarelo e fumegante. Depois é só ir comendo pegando a massa das bordas e misturando com o queijo e ovo do meio.

Além desses, mais comuns, tem o Khatchapuri da Achma, com muitas camadas e que lembra uma lasagna, do Gurian, que tem ovos cozidos dentro, e controvérsias se é um khatchapuri ou só uma torta, o da Ossétia, com batata na massa e também chamado de Khabizgini.

2) Khinkali

Khinkali é um tipo de massa recheada e cozida. Os mais tradicionais são feitos com carne de porco misturada com boi ou carneiro, mas muitos restaurantes tem várias opções. Inclusive, as opções vegetarianas, que costumavam ser vistas como uma comida de quaresma, hoje ficam presentes nos menus no ano inteiro, e dá para achar facilmente khinkali de cogumelos, batatas e queijo.

Nos restaurantes georgianos, os khinkali custavam pouquíssimo, geralmente menos de 1 Lari cada, e muitos lugares tem um pedido mínimo (entre três e cinco) de khinkali com o mesmo recheio.Tome um pouco de cuidado, porque se você pedir três tipos diferentes, eles podem entender que você quer três porções e trazer um tanto de khinkali. 

Para comer, segure-os pela parte de cima da “trouxinha”, e dê uma mordida perto do topo, sugando o molho. Desperdiçar o molho dentro dos khinkali é quase um crime na Geórgia. Depois é só comer o resto normalmente, mas lembre que a parte de cima é pura massa, super condensada, e por isso costuma ser deixada para trás.

Por causa dos formatos típicos do khatchapuri adjaruli e os khinkali, eles também são quase onipresentes nos souvenirs. Não resisti às meias.

3) Rolinhos de beringela (Badrijai Nigvzit)

Um dos estereótipos da comida georgiana é que nozes aparecem sempre e podem ter qualquer textura. Uma das minhas formas preferidas era nos rolinhos de beringela. É uma comida bem simples, a beringela é cortada fininha e frita, e as nozes são trituradas e misturadas com temperos e água quente até virar uma pasta. Mas é uma das minhas preferidas, incrivelmente saboroso. Sempre peço nos restaurantes georgianos, e todos os meus amigos que provaram também se apaixonaram.

4) Pkhali

Os pkhali são outro tipo de vegetais misturados com nozes. Aliás, às vezes eu via os rolinhos de beringela misturados como um tipo de pkhali, e às vezes eles vinham separados no menú. Mas os outros tipos podem ser feitos com espinafre, feijão, beterraba, pimentão, repolho, basicamente qualquer legume. Quase sempre eles são servidos com sementes de romã para decorar.

5) Churchkhela

Junto com o Khatchapuri e o Khinkali, a comida que a gente mais vê na Geórgia é a Churchkhela, mas demorou um pouco para eu entender o que era. Vi de longe, em alguns restaurantes como decoração, e imaginei que fosse alho pendurado, ou algum tipo de linguiça. Nas a Churchkhela na verdade é feita com vários tipos de castanhas e amêndoas, sobre os quais os georgianos pingam lentamente um suco de uva engrossado. Apesar de ser chamado de doce, eles não adicionam açúcar além do da fruta. E como elas duram meses, é uma lanche conveniente para ter sempre na mochila. É como uma barrinha de energia que não é lotada de açúcar

6) Salada de pepino, tomates e nozes (Kitri Pomidvris Salata)

É, eu sei que depois de alguns pratos mais diferentões falar de salada de pepino e tomate parece sem graça. Mas não sei o que tem na Geórgia, que essa saladinha simples vinha sempre deliciosa. Não sei se é porque lá a agricultura é principalmente orgânica, mas comecei a pedir como acompanhamento em quase toda refeição. A salada vinha também com nozes, às vezes em pó, às vezes como um creme, como aquele dos rolinhos de beringela.

7) Ostri 

Prato de bife feito com molho de tomate, que geralmente é levemente apimentado.

8) Ojakhuri

Ojakhuri é o nome genérico para pratos de carne, geralmente de porco, servidos com cebola crua. Eles geralmente já são gostosos, mas eu recomendo muito que quem quiser prove com tkemali, um molho de ameixa azedinho tradicional da Geórgia. 

9) Puri (pão georgiano)

Créditos: wiki commons

Puri é um tipo de pão, feito em um forno redondo tradicional. Você pode pedir como acompanhamento em refeições, mas não deixe de ir também em uma padaria pedir um, porque eles geralmente são bem baratos (em torno de 1 Lari) e uma ótima refeição.

10) Kubdari

Kubdari é outro tipo de massa recheada, um pão feito com carne e temperos típicos como cominho, coentro e fenacho azul. Kubdari é um prato típico da região de montanhas do Svaneti.

11) Chikhirtma

crédito: wiki commons

Chikhirma é uma sopa georgiana muito famosa por um motivo curioso – ela é considerada a melhor cura para ressaca. Ela é feita com frango, cebola, ovo e vinagre, além de temperos locais. Ela geralmente é servida quente, com coentro cortado em cima.

12) Satsivi

crédito: wiki commons

Já mencionei que a comida da Geórgia geralmente tem muitas nozes. Satsivi é um exemplo disso, um prato feito com frango feito com molho de nozes, alho, coentro, canela, vinagre e pimenta. 

13) Lobio e Lobiani

crédito: wiki commons

Lobio é um molho feito de feijão, nozes, coentro e alho, levemente apimentado. Ele aparece muito nos menus como uma entrada ou acompanhamento, mas também pode ser servido como prato principal. Uma massa recheada com a mistura, Lobiani, também é um prato georgiano famoso.

14) Kharcho 

Prato típico da região de Samegrelo, no Oeste da Geórgia. Ele geralmente é descrito com uma sopa, mas eu achava que ele era bem consistente, e servia como prato principal. Ele é feito com carne, e um molho agridoce de ameixa e nozes. Ele geralmente vem acompanhado de elarji, que parece polenta frita. 

15) Ajapsandali

Popular em todo o Cáucaso, Ajapsandali é um prato de beringelas com tomate e beringela. Ele é um prato típico do final do verão, estação de beringela e tomates, e pode ser servido quente ou frio. 

16) Mtsvadi 

Mtsvadi é o nome genérico para carne feita diretamente na chama, ou seja, o famoso churrasquinho. A carne geralmente não é feita só com sal, mas depois de pronta é acompanhada por molhos como o tkemali, feito de ameixas, e o Ajika, um molho de pimentão.

17) Tklapi

O Tklapi é feito de fruta pura, transformada em purê e depois espalhada em uma camada fina e deixada para secar ao sol. O resultado é um negócio redondo que mais parece um prato que uma comida, mas que é muito bom. Ele pode ser comida como lanche, especialmente os de figo, pêssego ou damasco, ou usado em sopas e ensopados.

18) Gebjalia

Gebjalia é um prato típico da região de Samegrelo, um rolinho de queijo naghi, que tem uma textura cremosa, como a ricota da Itália. Ele geralmente é misturado com menta, e é muito refrescante.

19) Kuchmachi

Kuchmachi é feito com corações e miúdos de frango e porco, servidos em um molho de nozes e romã.

20) Chakapuli

crédito: wiki commons

Outro ensopado típico, esse é feito com carne de carneiro ou vitelo, cozido lentamente em um molho de ameixa e estragão. Ele é considerado um dos pratos mais populares da culinária georgiana.

21) Chanakhi

Assado de carneiro com beringela, tomate, batata e ervas locais, feito em uma vaso de terracota.

22) Cogumelos com queijo sulguni

O nome já explica muito, são cogumelos assados com um queijo tradicional da Geórgia, o Sulguni. Eles geralmente vem no recipiente em que é assado, e era um dos pratos que eu mais pedia. Simples, mas muito delicioso.

23) Vinho! 

Os georgianos tem muito orgulho do seu vinho. Há pouco tempo, arqueologistas confirmaram o que eles já diziam: que eles fazem vinho há oito mil anos, o que os torna o primeiro povo a começar a fazer vinho na história.

Lá você acha vinhos feitos de forma tradicional, em que a uva é colocada inteira em uma ânfora (chamada de kvevri), com casca e semente, e a ânfora é enterrada. Ela é desenterrada meses, às vezes anos depois. O vinho produzido assim é muito espesso, e mais forte do que o que a gente geralmente vê feito de outras formas. O vinho branco fica muito grosso, e ele é feito com o mesmo método do vinho tinto, e o resultado é o vinho que parece cerveja da foto, que eles chamam de vinho âmbar.

Kvevri em Uplistsikhe, uma cidade nas cavernas da Geórgia

Também existem vinhos mais comuns, feitos com métodos modernos, e alguns premiadíssimos. Na Geórgia, é muito fácil achar os dois extremos, dos vinhos chiques em restaurantes caros, aos vinhos caseiros vendidos na beira da estrada em garrafas de coca-cola de dois litros. E vale muito a pena provar ambos.

24) Borjomi 

Além do vinho, outra bebida típica da Geórgia é a Borjomi, uma água mineral naturalmente salgada. E ela é bastante salgada, então é um grande controvérsia, com viajantes que adoram e vão até a cidade de Borjomi para provar na fonte (de onde, eles me falaram, ela sai quente), e gente que odeia e diz que água salgada não mata a sede.

25) Tarhun

Na Europa, muitas vezes quando eles falam de “lemonade”, eles falam de um tipo de refrigerante mais leve e natural. Acho que isso descreve bem também essa bebida popular da Geórgia, com um tom verde-radioativo e gosto de alcaçuz. Ela foi a “lemonade” mais popular que vi na Geórgia, embora tenha outros tipos, feitos com frutas como peras ou com baunilha.

26) Chacha

Chacha é basicamente a aguardente georgiana, uma bebida feita de uva com teor alcoólico de 40% (levando ao apelidinho de “vodka de vinho”). Até pouco tempo atrás, era considerada uma bebida caseira, que o povo destila em casa, mas que você não acharia em restaurantes. Desde então, ela mudou de status, e é até incluída em vários tours de vinho em Tbilisi.

Clique na imagem para ler mais sobre a Geórgia.

blog asdistancias destinos Georgia

1 comentário

Deixe uma resposta