A Mansão Art Nouveau de Gorki e Aleksei Tolstoi

Gorki não é um dos meus escritores preferidos, mas a sua casa era uma das que eu mais queria ver em Moscou. Isso por causa de outra das minhas paixões, o Art Nouveau. Gorki recebeu do governo soviético a enorme Mansão Riabushinsky, que ele não pediu e não queria aceitar.

A casa é maravilhosa, conhecida principalmente pela grande escadaria em formato de onda. Ela foi desenhada pelo mais famoso arquiteto de Art Nouveau na Rússia, Fiódor Schechtel, e uma das poucas que podem ser visitadas. A maioria foi transformada em embaixadas.

Moscou casa Gorki Riabushinsky sala de jantar

Mas o fato de ter sido o sóbrio Górki que morava aqui muda tudo. Ele tinha se mudado para a Itália, decepcionado com o governo soviético, mas não aguentou as saudades da Rússia e se mudou de volta. Ele recebeu uma enorme recepção festiva, mas ele sabia muito bem como isso poderia mudar de um momento para o outro. Os anos que ele passou na Mansão não foram felizes, Gorki estava muito doente e com medo do governo, que o espiava.

Moscou casa Gorki Riabushinsky escada

A casa ainda tem uma surpresa sobre o dono da casa, o industrial Ryabushinsky. Ele era um Velho Crente, um dos que mantinham as práticas que a igreja ortodoxa russa tinha reformado no século XVII. A religião ainda era ilegal nos últimos anos do tsarismo, por isso ele construiu uma capela secreta Art Nouveau no sótão.

Moscou casa Gorki Riabushinsky capela secreta 2

Moscou casa Gorki Riabushinsky capela secreta 3

Moscou casa Gorki Riabushinsky capela secreta 4

Saindo da casa, visitei o apartamento de outro escritor que recebeu um apartamento na Mansão Riabushinsky, Aleksei Tolstói. Ele era um sobrinho do conde Tolstói, motivo pelo qual ele ficou conhecido como “camarada conde”. E o que mais me impressionou na sua casa foi, curiosamente, o luxo, com uma pintura original de Hieronymus Bosch e de vários pintores menos conhecidos. Outro membro da família, o historiador Nikolai Tolstoi, o desprezava pela facilidade com que ele elogiou mesmo as partes mais horrendas do governo de Stálin, como os gulags, em nome de sua vida confortável. No entanto, ele ainda é considerado como um dos poucos escritores “do sistema” que ainda são lidos hoje em dia.

Moscou apartamento Aleksei Tolstoi escritor 1

Moscou apartamento Aleksei Tolstoi escritor 2

Na casa, uma funcionária se ofereceu para me explicar um pouco sobre os quadros e objetos, chamando sempre o autor de “Aleksei Nikolaievitch”. Na Rússia, esse é um sinal de intimidade. No final ela me perguntou se eu gostei, e acrescentou “nós temos muito orgulho da nossa casa”.

Eu procurei livros em tradução direta, mas nçao encontrei nada do Aleksei Tolstoi no Brasil para colocar aqui. Do Gorki, temos Meu Companheiro de Estrada, que saiu com tradução de Schnaiderman pela Editora 34, e Pequenos-Burgueses, peça que saiu pela Hedra.

1 comentário

Deixe uma resposta