Machu Picchu e Aguas Calientes – informações práticas para visitar

Se você quer chegar em Machu Picchu cedinho e ter a cidade toda para você, a melhor alternativa é dormir em Aguas Calientes. A cidade é minúscula e não tem muito para ver, mas é até charmosa.

Aguas Calientes 2

Aguas Calientes

A cidade tem fama de ser super cara e turística demais, mas acabou que comi bem lá, então vou colocar os restaurantes. Eu fiz uma refeição no restaurante do meu albergue, o Ecopackers, em que comi um Aji de Gallina por 18 soles, e comi o melhor bife que comi no Peru no restaurante Mapacho, por 30 soles. Drinks não são caros (15 soles por dois) nem difíceis de achar, mas a maior parte dos bares fecha cedo.

Eu fiquei lá por dois pernoites: o dia antes de ir para Machu Picchu, para conseguir chegar quando o parque abria, e o dia seguinte. Super recomendo para quem quiser visitar termas – as tais aguas calientes – para descansar depois de passar o dia todo andando.

Para encontrar albergues, não procure por Aguas Calientes, mas por Machu Picchu, porque assim você encontra mais opções.

Jantar Aguas Calientes Mapucho

Sair de Cusco significa que você só vai ver o parque nos horários mais cheios, e talvez nem seja mais factível com os novos horários de visitação. Dependendo do seu turno, o pernoite em Ollantaytambo é uma opção.

De Aguas Calientes, você pode ir para Machu Picchu de ônibus (24 dólares, ou 12 dólares por trecho) ou subir a trilha de uma hora e meia a pé. O primeiro ônibus sai às 5:30 da manhã, a tempo de chegar no parque quando abre, às 6.

 

A passagem de trem

Aguas Calientes 4

Você pode pegar o trem para Aguas Calientes saindo de Poroy (perto de Cusco, 3 horas e 20 minutos até AC) ou de Ollantaytambo (uma hora e meia até AC). Eu super recomendo a saída de Ollantaytambo, porque a cidade é incrível. Aliás, recomendo passar uma noite lá para ver as ruínas próximas com calma. Hoje, como a visita é feita em dois turnos, é necessário pernoitar em Aguas Calientes para chegar no primeiro turno. Se você estiver no segundo turno, fique atento ao horário do último trem.

Duas companhias operam linhas nesses trajetos, a Peru Rail e a Inca Rail. Eu fui de Inca Rail porque os horários eram mais convenientes para mim, mas, pelo que pesquisei, as duas tem preços e condições semelhantes. Os preços são por trecho, então também dá para ir por uma e voltar por outra. A classe mais barata é a Expedition, e custa em torno de 100 dólares. Sim, é um roubo. Mas as únicas alternativas para chegar em Aguas Calientes são fazer a trilha inca ou pegar uma van clandestina que te deixa no meio do caminho e andar mais três horas, então eu paguei o trem.

Quando fui pegar os bilhetes em Ollantaytambo, eles me pediram o cartão de crédito da compra, então fiquem atentos para usar um cartão que vocês tenham a intenção de levar.

 

Como comprar o Ingresso para Machu Picchu

Aguas Calientes 1

Comprar o ingresso foi super chato. Para comprar pelo site oficial, você primeiro tem que ir na aba de Reservas, escolher a opção Machu Picchu em lugar, a rota (se você vai incluir alguma das montanhas, mais informação abaixo) e a data da visita. Escolha a quantidade de ingressos, prestando atenção que eles estão divididos entre ingressos para estrangeiros e para a comunidade andina, e clique em Paso 2. Preencha todos os dados, incluindo o documento que você vai utilizar para entrar no parque e que você tem que levar. No Paso 3, você confirma todas as informações e aceita os termos e condições para visitar o parque.

Com isso, sua reserva está feita e você recebe um pdf, que aparece na tela e é enviado para o email escolhido. Você deve usar o código que aparece para pagar a sua reserva, antes que ela expire em seis horas ou cinco tentativas de pagamento. Essa é a parte mais chata: você só pode pagar com um cartão visa que tenha a tecnologia Verified by Visa, e precisa usar o internet banking, então ele precisa estar habilitado no seu computador. Melhor também avisar o seu banco que você vai fazer uma compra no Peru, já que alguns não fazem compras lá mesmo se eles estiverem habilitados para compras internacionais.

Se tudo deu certo com o pagamento, é só voltar para a aba Check-in e imprimir seu ingresso.

Se você não tiver todas as exigências, nem, como eu, alguém legal para te emprestar o cartão e todas as senhas, o jeito é comprar por uma agência (ouvi falar bem desse site) ou deixar para comprar no Peru, o que não aconselho se você for na alta temporada.

Desde a época em que eu fui, em fevereiro de 2017, as regras mudaram, e agora não se pode mais ficar dentro da cidadela o dia inteiro. É preciso visitar entre 6 e 12 ou entre 12 e 17:30. Você também deve entrar acompanhado de um guia, do qual não pode se afastar. Na prática, isso vai significar que quem tem grana contrata um guia particular e vê no seu ritmo, e os outros escolhem entre três circuitos fixos super engessados, que duram entre 2 e 3 horas.

 

Vale a pena incluir a visita a Huayna Picchu?

Eu procurei informações sobre Huayna Picchu e a montanha Machu Picchu para decidir se queria subi-las, já que você deve decidir isso no momento da compra do ingresso. Com a regra nova, quem quer fazer as trilhas deve comprar o ingresso do turno da manhã.

A maioria dos relatos que achei falavam que nas trilhas você não tem as melhores vistas, nem ruínas diferentes, então o maior fator a considerar é se você gosta de fazer trilha ou não.

Eu ainda pensei que no verão, como é uma época chuvosa, as trilhas provavelmente ficariam muito escorregadias, e só é possível fazê-las de manhã. Além disso, pensei que eu ia levar mais tempo do que a maioria das pessoas nas ruínas, o que realmente aconteceu. Para mim, acho que realmente não teria valido a pena, mas é uma decisão bem pessoal.

 

Dicas em Machu Picchu:

Página Passaporte Machu Picchu

  • Lembre-se de levar filtro solar e repelente para Machu Picchu, não importa a estação. Eu não levei porque era inverno e estava chovendo, então nem lembrei que filtro solar existia. Resultado: tomei sol de montanha o dia inteiro e fiquei semanas rosa-choque.
  • Passaporte ou Identidade são essenciais, já que o bilhete é nominal. Não existem banheiros dentro do parque arqueológico, nem onde comprar ou reencher sua garrafa de água. Antigamente, você podia sair do parque e entrar de novo duas vezes. Como isso não é mais possível, não sei como fica para quem quer usar.
  • Em vários restaurantes no lugar onde você pega o ônibus para Machu Picchu e mesmo em alguns albergues, eles vendem uma lunch box, uma caixinha com um sanduíche, um suco e uma fruta por em torno de 15 soles. 
  • Existe um guarda volumes no parque, e vão te fazer deixar sua mochila lá se você estiver levando muita tralha, então evite.
  • A partir das nove da manhã, saindo do parque você vai ver uma mesinha com um carimbo, onde você mesmo pode carimbar seu passaporte.

Essas são as dicas que me serviram lá, espero que sejam úteis!

 

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s