Europa, Ásia, Oriente Médio – onde fica o Cáucaso? E que diferença faz?

Quando eu procurava informações sobre a Geórgia, a Armênia e o Azerbaijão, às vezes encontrava sites que os colocavam na parte sobre a Europa, na parte sobre a Ásia ou mesmo na parte do Oriente Médio. Às vezes eles também eram divididos, com a Geórgia aparecendo mais como Europa, e o Azerbaijão e a Armênia mais como Oriente Médio ou Ásia. Às vezes ele aparece separado, como Cáucaso. Essas divisões me intrigam muito, e como já falei no post sobre as complicações em definir o que é leste europeu, não é uma questão precisa de geografia. Por isso o post para falar um pouco sobre essas diferenças, e o que elas significam.

A questão geográfica

Só para tirar do caminho: o maior problema de dividir a Europa e a Ásia geograficamente, é que não existe consenso nem mesmo se a Europa é um continente. Para muitos geógrafos, ela é uma península da Ásia, e a divisão tradicional sempre foi mais baseada em política do que em argumentos técnicos.

Para os que defendem que os continentes são separados, eles geralmente apontam duas cadeias de montanhas, os Urais e o Cáucaso, como fronteiras naturais. Todos os três países ficam bem na cadeia do Cáucaso, e muitas vezes por esse critério a Armênia é vista como Ásia, e a Geórgia e o Azerbaijão são vistos como transcontinentais, mas não existe consenso.

Que diferença faz? 

Esse é o ponto em que eu acho mais interessante: faz diferença se a gente disser que os países do Cáucaso são na Europa, Oriente Médio ou Ásia? Para alguns locais claramente faz, e eu aconselharia viajantes a se manter longe de polêmicas para não ofender ninguém. Quando fiz um Free Walking Tour em Tbilisi, o guia perguntou confiante em que continente nós achávamos que estávamos. Uma mulher respondeu que era o Oriente Médio. Ele perguntou chocado se ela já tinha ido ao Oriente Médio. Ela disse que era iraniana, e que a gente estava em Caravaserai, uma pousada para comerciantes da época da Rota da Seda. Ele ficou visivelmente chateado. No Azerbaijão, notei que as notas de dinheiro tinham mapas do país e da Europa.

Entre viajantes, eu achava que a escolha por um ou outro mostrava muito o que eles entendiam por esses lugares. Comecei a anotar no meu caderninho as frases que eu ouvia, e estou reproduzindo aqui o que eu ouvi porque achei que o conjunto é interessante e chega a ser engraçado. Não quer dizer que eu concorde,  e na verdade muitas das frases são preconceituosas, algumas são simplesmente incorretas, e muitas se contradizem. Mas dizem muito sobre o que as pessoas com quem conversei entendem sobre ser europeu, asiático ou do Oriente Médio.

– “O Azerbaijão não é bem Oriente Médio porque ele é seguro.”

– “O Azerbaijão é mais Europa do que Oriente Médio, apesar de ser muçulmano, porque eles não são fundamentalistas.”

– “O Azerbaijão não é parte do Oriente Médio porque mulheres têm direitos iguais aos dos homens e não precisam sair de véu”.

– “O Azerbaijão é no Oriente Médio porque é uma ditadura.”

– “Você vê que a Geórgia é Européia e a Armênia não quando atravessa a fronteira e vê o estado das estradas”.

– “Tbilisi é limpa e moderna, nem parece uma cidade da Ásia, parece Europa”.

– “Pode andar tranqüila nas ruas a qualquer horário, porque você tá na Europa”. 

– “A Geórgia é parte da Europa, e não da Ásia, porque eles respeitam direitos humanos”. 

– “A Armênia e a Geórgia são Européias porque foram os primeiros países cristãos”

– “A Armênia e a Geórgia são européias porque eram parte do Império Romano, e tem até um templo romano que ainda está de pé na Armênia”.

– “A Geórgia é européia porque eles são parte da mitologia grega. Era lá que Jasão ia com os Argonautas buscar o Velo de Ouro, e onde Prometeu foi punido por dar o fogo à humanidade.”

– “A Geórgia é européia porque eles reconhecem direitos LGBT”.

– “A Geórgia não é européia porque eles não reconhecem direitos LGBT”.

– “Os países do Cáucaso são do Oriente Médio porque eram parte da Rota da Seda”. 

– “A Geórgia é mais européia porque ela está no Mar Negro, e tem um histórico de ligações com os países europeus do Mar Negro.”

– “Os três países são do Oriente Médio porque passaram por séculos de dominação persa e otomana e tem ligações culturais com o Irã e a Turquia”.

– “Os países do Cáucaso são europeus porque são membros do Conselho da Europa.”

– “Os países do Cáucaso são asiáticos porque eles são membros do Banco de Desenvolvimento da Ásia”.

– “O Azerbaijão é europeu porque ele já sediou o Eurovision”.

– “Os países do Cáucaso são europeus porque eles querem ser parte da União Europeia.”

– “O Cáucaso é europeu porque as pessoas são brancas, em inglês até chamam brancos de caucasian”.

Sinceramente, fiquei feliz de ter coletado essas frases, justamente porque acho que elas mostram como o problema é complexo. Como parte da questão de ser considerado e determinado continente tem a ver com nossos preconceitos: o que eu mais ouvi foram as pessoas dizendo que os países eram Europeus, ou culturalmente próximos, quando queriam dizer que eles eram limpos, seguros, modernos. E depois dizer que eles eram Asiáticos ou Oriente Médio quando queriam dizer que eles eram atrasados ou “exóticos”. Ou ligar a uma questão racial ou religiosa, ou a alguma questão cultural (o norte da África também era parte do Império romano e estava na mitologia grega, e a Austrália também sediou um Eurovision). E mesmo o que tá baseado em fatos é contraditório: todos os três são realmente parte do Banco de Desenvolvimento da Ásia e do Conselho da Europa!

Claro que não sou eu que tô na posição de determinar quem é Europa e quem é Ásia, e por isso o blog vai sair de fininho da discussão e colocar o Cáucaso separado. Quem quiser pode definir como quiser, e pelos critérios que quiser, e contar para a gente se algum desses argumentos fez sentido ou não.

Clique nas imagens para ler nossos posts sobre o Cáucaso.

blog asdistancias destinos Armenia

(em breve)

blog asdistancias destinos azerbaijão

blog asdistancias destinos Georgia

2 comentários

  1. Flavio

    É difícil afirmar que a Grécia e Itália são europeus. Quem conhece história e antropologia sabe que os dois estão ligados intimamente com as culturas do oriente médio e Africa do Norte. Incluir a Itália e a Grécia dentro do conceito de europeu surgiu na idade média ou um pouco antes por conta da necessidade de possuir um legado histórico e cultural.

    1. Julia Boechat

      Por que eles estão intimamente ligados com outras culturas não são europeus? Acho que você tá só confirmando que falar de continentes tem mais a ver com as nossas pre-concepções do que com a geografia…

Deixe uma resposta