Volta ao Mundo em Filmes: Mauritânia – Esperando a Felicidade

Quando chegou a hora de procurar um filme sobre a Mauritânia, uma das maiores recomendações foi o diretor Abderrahmane Sissako. Acabei ficando com o filme Heremakono, de 2002, geralmente traduzido como Esperando a Felicidade.

O personagem do principal do filme é Abdallah, um estudante que visita a sua aldeia para ver a mãe antes de partir para a Europa. Ele mal se lembra do dialeto local, tendo falado apenas francês nos últimos anos, e seu maior desejo é ir embora. Os temas do jovem estudante que vai para a Europa são muito inspirados por Tempo de Migrar para o Norte, o livro que eu li sobre o Sudão, e que é narrado por um jovem voltando para o país depois de estudar na Inglaterra. 

Não tem muito que acontece em um filme. Vemos um eletricista com seu jovem aprendiz, tentando finalmente colocar eletricidade na vila, vemos grupos de mulheres procurando por maridos, vemos um grupo de refugiados do oeste da África tentando encontrar uma maneira de chegar na Europa, vemos uma mãe  e filha tocando em uma guitarra feita em casa. As cenas são lentas, de uma forma que parece uma contraposição muito intencional com os desejos dos personagens de ir embora. A câmera foca demoradamente em cenas mundanas, com em uma barbearia, em cenas que também aparecem em outros filmes do diretor.

Enquanto Abdallah espera pelo trem, e absorve a cor do lugar em que ele nasceu, nós temos o vislumbre do cotidiano desses mauritanos, e, como eles ficamos presos em um lugar que parece estar entre épocas e lugares – onde um comerciante chinês traz seu karaokê, mas onde ainda não existe eletricidade. 

Deixe uma resposta