Peterhof – porque eu não curti minha visita a um dos palácios mais lindos do mundo

O Palácio de Peterhof estava no alto da minha lista de lugares para visitar na Rússia, mas saí bem decepcionada. Eu tinha lido sobre um dos palácios mais lindos do país (realmente é, mas para mim nenhum bate o Hermitage), sobre jardins maravilhosos que o tornam a Versalhes russa, sobre fontes incrivelmente suntuosas.

Tinha lido menos sobre os preços inflacionados pela copa do mundo ou sobre a quantidade de tours passando o tempo todo. Petergof é lindo, mas minha experiência lá não foi nada agradável.

 

Eu cheguei lá logo na hora que o parque abria, e comecei atravessando o jardim de cima, menos suntuoso e famoso, mas agradável de visitar. Comprei meu ingresso para o Jardim de Baixo na maquininha, e essa foi a primeira surpresa ruim do dia. Meu Lonely Planet tinha sido publicado há dois anos, e eu tinha visto alguns preços desatualizados, mas Petergof tinha mais que dobrado de preço e cortado os descontos para estudantes não-russos, ou seja, para mim quadruplicou. Mas ok, pensei que valeria a pena.

Petergof Russia Petersburgo parques
Jardins de cima

Cheguei bem na hora das fontes cantantes, que tocam música na Grande Cascata. Infelizmente, todos os tours do planeta pareciam saber disso. Quando eu cheguei em Petersburgo, um amigo russo me perguntou “Você já odeia chineses velhos? Por que você vai.” É horrível dizer isso, mas eu entendi bem cedo porque ele disse isso. Eles não vêem encostar em estranhos como mal-educado, e, se eu estava no caminho da foto que eles queriam tirar, eles não pensavam duas vezes em me empurrar. Isso aconteceu várias vezes comigo e minha amiga na escada enquanto parávamos para ver a vista ou tirar uma foto, então bem rápido tudo que a gente queria era sair de lá. As fontes não tem nenhum mecanismo, até o jato de 20 metros da estátua de Sansão é conseguido só com gravidade e engenharia, mas não consegui apreciar nada disso.

Petergof Russia Petersburgo grande cascata cheia de grupos de turs

Petergof Russia Petersburgo grande cascata de cima

Petergof Russia Petersburgo grande cascata 2

Petergof Russia Petersburgo fonte de sansão

Fui andar mais pelo parque, e aí pelo menos as pessoas se espalharam um pouco e deu para ver um pouco das fontes. E realmente tem todo tipo, desde fontes clássicas a fontes-pegadinha no chão que te molham de surpresa.

Petergof Russia Petersburgo Fonte oranjeini

Petergof Russia Petersburgo fontes

Petergof Russia Petersburgo fontes 2

Petergof Russia Petersburgo fontes 3

Petergof Russia Petersburgo Fonte do Sol

Petergof Russia Petersburgo jardins 3

Petergof Russia Petersburgo jardins 2

Petergof Russia Petersburgo golfo da finlandia 2
Golfo da Finlândia

Andando pelos parques, também vi vários palácios dos tsares. Tem o Monplaisir, construído por Pedro I no estilo holandês menos suntuoso que ele amava.

 

Tem o Marly, inspirado no palácio francês de Luís XVI, que também inspirou a Grande Cascata. Ele tem uma exposição de objetos de Pedro.

Petergof Russia Petersburgo palácio de Marli

Um dos mais famosos desses pequenos palácio é o Hermitage, que tem uma mostra das cozinhas imperiais. Ele tinha uma famosa mesa que descia até a cozinha e era erguida para os hóspedes, para que eles não precisassem de servos durante o jantar e tivessem uma atmosfera mais íntima. Tem ainda alguns outros, mas também tem um problema: cada um dos pequenos museus têm uma entrada extra.

Petergof Russia Petersburgo Hermitage

Depois fui ao Grande Palácio (outra taxa de entrada e outra fila). Embora grande parte do palácio tenha sido planejada por Pedro, ele foi decorado por sua filha Elizaveta, e dá para ver que ela tinha um gosto bem mais suntuoso e exagerado. Gostei muito dos quartos com papel parede de seda chinesa, dos chãos de madeiras preciosas encaixadas como os do Hermitage, dos quadros de arte.

Petergof Russia Petersburgo sala espelhos detalhes

Petergof Russia Petersburgo palácio sala de espelhos

Petergof Russia Petersburgo sala decorada à chinesa

Petergof Russia Petersburgo trono

Petergof Russia Petersburgo palacio 4

Petergof Russia Petersburgo palacio 3

Petergof Russia Petersburgo grande palacio pratos

O que eu não gostei, de novo, foi o quanto as salas estavam lotadas. Tours passavam sem parar e nos empurravam para o lado, disparando os sensores de que tinha muita gente em uma sala ou que estávamos muita próximas da cordinha. Basicamente eu ouvi esse alarme o caminho todo. Nós ficamos espremidas entre dois tours, já que as vigias em cada sala exigiam que a gente saísse da sala antes que o próximo tour entrasse. A gente tentava apressar, mas era pouco tempo, e toda hora encontrávamos com o tour de trás, cuja guia começou a gritar com a gente falando que estávamos fazendo de propósito para ouvir a informação sem pagar. Nós falamos para ela ir na nossa frente, mas logo atrás tinha outro tour, aconteceu a mesma coisa, e continuamos espremidas.

Petergof Russia Petersburgo palacio galeria

Petergof Russia Petersburgo palacio 2

Petergof Russia Petersburgo grande palacio

Como dá para ver pelas fotos, o palácio é lindo. Mas valeu a pena pagar mais do que custa a entrada do Hermitage, mais lindo, maior e com possibilidades de fugir dos grupos? Para mim, não valeu.

Mas talvez o que mais tenha me desagradado no dia foi esse negócio de tudo ter uma entrada diferente. Eu gastei 1900 rublos com o palácio e o jardim. Aí eu pensava “olha, tem como entrar nas grutas da cascata. Ah, são mais 500”. “Pelo menos vou visitar essas igrejas dentro do palácio, parecem lindas. Ah, mais 500”. “Legais esse palácios no meio dos jardins. Ah, cada um é mais 500”. A que ponto você cansa e só pensa que tá dentro de uma armadilha para turistas? Sinceramente, preferia que tivessem me cobrado uma taxa grande de uma vez e me deixado entrar em tudo, igual tirar o band-aid de uma vez. Pelo menos eu não teria que ver uma taxa de entrada a cada cinco minutos.

Petergof Russia Petersburgo cama com papel de parede chines e chão de madeira

Talvez eu voltasse fora de época, mesmo com as fontes fechadas. Pelo menos daria para andar um pouco pelo lugar. Mais provavelmente, eu conheceria os outros palácios reais lá perto, que existem às dúzias, ou voltaria a Tsarkoie Selo, que eu amei. Não falo isso para desencorajar os leitores, mas para contar uma experiência.

Estação metro avtovo petersbugo russia

Só para terminar, fui para Petergof de metrô + van. Peguei o metrô até a estação de Avtovo, que é maravilhosa, e depois tinha várias opções de van: 200, 210, 224, 424, 424-A e 300. É só procurar qualquer uma que diga Петергoф (embora os estrangeiros escrevam com h, Peterhof, em russo é Petergof). Gastei 230 rublos com a ida e a volta. Também existe uma opção de ir de barco, mais rápido e cênico, mas bem mais caro. Eles custam 650 rublos e saem da frente do Hermitage. A pegadinha é que você já vai chegar nos jardins de baixo, e se sair para ver um pouco da cidade ou os jardins de cima, vai ter pagar outra entrada.

Leve um piquenique, tem muitos lugares para comer e lá não tem nada barato.

Vale a pena passear um pouco pela cidade. Vi essas casinhas de madeira tradicionais e esse lago transparente (as pedras estão debaixo d’água), que tinha outros dois palácios também abertos a visitação, mas que já estavam fechando quando saí de Petergof.

 

Petergof Russia Petersburgo lago lá perto

Deixe uma resposta