Tate Britain – em meio a 500 anos de arte britânica

Embora o irmão mais novo, o Tate Modern, esteja sempre no radar dos visitantes, o Tate Britain é pouco visitado por turistas estrangeiros. É uma pena, porque com sua missão de mostrar os últimos 500 anos de arte inglesa, ele se tornou um lugar incrível para aprender mais sobre esse país.

O Museu foi aberto como a Galeria Nacional de Arte Britânica em 1897 – cem anos antes do Tate Modern. Desde o início ele ficou conhecido como The Tate Gallery, em honra a seu fundador, Henry Tate. Depois o nome se tornaria oficial e passaria a outros museus, em Liverpool, St. Ives, e o mais conhecido Tate Modern.

DSC02935 Tate Britain

A maior atração são provavelmente os quadros de Turner. Ele pintou vários tipos de quadros diferentes, mas é mais conhecido pelos que retratam o mar. Aparentemente, ele era fascinado por sua violência. Ele pintava naufrágios, incêndios (ele viu o incêndio do parlamento em 1834, e o transformou em uma série de aquarelas), tempestades.

Ele pintou mais de 500 quadros, mas alguns deles com materiais que ele sabia que não durariam. Ele escolhia o que parecia bom naquele momento, sem se preocupar tanto com a posteridade.

800px-Joseph_Mallord_William_Turner_-_Fishermen_at_Sea_-_Google_Art_Project
Fishermen at sea. Créditos:  wikicommons
Joseph_Mallord_William_Turner_-_Ancient_Rome;_Agrippina_Landing_with_the_Ashes_of_Germanicus
Ancient Rome: Agrippina landing with the ashes of Germanicus. Créditos: wikicommons
Turner,_The_Battle_of_Trafalgar_(1806)
The Battle of Trafalgar. Créditos: wikicommons

 

Blue_Rigi_painting
Blue Rigi. Créditos: wikicommons
Snow Storm: Hannibal and his Army Crossing the Alps exhibited 1812 by Joseph Mallord William Turner 1775-1851
Aníbal e seus exércitos cruzando os Alpes. Créditos: wikicommons
The Shipwreck exhibited 1805 by Joseph Mallord William Turner 1775-1851
O naufrágio. Créditos: wikicommons

Nas suas últimas pinturas, os objetos mal são reconhecíveis, e a cor é muito mais importante. Por isso, ele foi uma influência enorme sobre os impressionistas. Por isso, quem o amava dizia que ele era um pintor da luz, enquanto quem o odiava dizia que ele era um pintor do nada.

JMWTurner_Sunrise_with_Sea_Monsters
Sunrise with Sea Monsters – Créditos: wikicommons
William_Turner,_Light_and_Colour_(Goethe's_Theory)
Light and colour – Goethe’s theory. Créditos: wikicommons

Outro dos pintores mais famosos que você vai encontrar na galeria é Thomas Gainsborough, o retratista mais famoso do XVIII. Ele era conhecido por pintar muito rápido, e embora as pinturas possam parecer caixinha-de-chocolate para quem não curte muito arte, era um dos artistas mais inventivos de sua época.

Thomas_Gainsborough,_Giovanna_Baccelli._Oil_on_canvas,_c.._1782._Tate
Giovanna Bacelli – crédito: wikicommons

Outra figura importante é William Blake, o poeta do Paraíso Perdido. Embora pouco reconhecido em sua época, hoje ele é considerado uma das figuras mais importantes do romantismo.

300px-Newton-WilliamBlake (1)
Newton, créditos: wikicommons

Outro pintor romântico é Constable, mais conhecido pelas cenas bucólicas.

350px-Flatford_Mill_(Scene_on_a_Navigable_River)_by_John_Constable,_Tate_Britain

Flatford mill scene on a navigable river. Creditos: wikicommons

Se você gosta dos Pré-Rafaelitas, não pode perder o museu por nada. A Irmandade dos Pré-Rafaelitas foi fundada por um grupo de poetas e pintores ingleses que achavam que a arte ocidental tinha se degenerado após o Maneirismo, e que em especial as poses e composições elegantes de Rafael tinham sido uma influência corruptora. Por isso, eles queriam voltar aos tempos antes dele (por isso pré-rafaelitas), à arte com cores intensas e detalhes abundantes do Quattrocento italiano. Vários de seus maiores expoentes estão representados no Tate Britain, como Dante Gabriel Rossetti, William Holman Hunt, John Everett Millais e John William Waterhouse.

John_William_Waterhouse_-_The_Lady_of_Shalott_-_Google_Art_Project_edit
The lady of Shalott, Waterhouse. Créditos: wikicommons
Ellen_Terry_as_Lady_Macbeth
Ellen Terry as Lady Macbeth, de John Singer Sargent. Créditos: wikicommons
300px-John_Everett_Millais_-_Ophelia_-_Google_Art_Project
Ophelia de John Everett Millais, Créditos: wikicommons
300px-Dante_Gabriel_Rossetti_-_Ecce_Ancilla_Domini!_-_Google_Art_Project
Ecce Ancilla Domini, de Dante Gabriel Rossetti, crédito: wikicommons

 

250px-Dante_Gabriel_Rossetti_-_Beata_Beatrix,_1864-1870
Beata Beatrix, de Dante Gabriel Rossetti, créditos: wikicommons

 

Já bem mais modernos, os trabalhos dos artista irlandês Francis Bacon são conhecidos pelas imagens ousadas. Ele mostra crucifixos, papas, bocas abertas, e já foi descrito como um dos artistas mais implacáveis do século XX.

450px-Three_Studies_for_Figures_at_the_Base_of_a_Crucifixion
Three studies of figures at the basis of a crucifixion, créditos: wikicommons

A entrada para a coleção permanente é gratuita. Existem exibições temporárias pagas, e recomendo muito visitar no Late at Tate, um evento toda primeira sexta do mês em que elas ficam por metade do preço e no museu ainda rola música ao vivo ou performances. Além disso, todo o dia existem tour gratuitos pela coleção.

Nesse momento, eles têm quatro tours que acontecem todos os dias:

The growth of British art – às 11 horas

People and Places of the XIX Century – ao meio-dia

Becoming Modern: Art to the present day – às 14 horas

The paintings of J. W. M. Turner – às 15 horas

 

Dá para chegar de metrô e ônibus, é claro, mas entre o Tate Britain e o Modern ainda existe o Tate Boat, que liga os dois museus pelo Tâmisa. O trajeto dura 20 minutos, e tem desconto para quem tem Oyster.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s