Stonehenge e Old Sarum

Começou com uma vontade de ver Stonehenge. Mas aí eu li tantos reviews de gente que odiou, que quase desisti. Pensei que no final talvez não valesse a pena. Mas ainda tinha aquela vontadezinha. Continuei pesquisando, e no caminho li mais sobre Salisbury, a única cidade de onde dá para chegar em Stonehenge de forma independente, e foi isso que me decidiu.

Eu cheguei a Salisbury de trem, tendo comprado a passagem meses antes. Eu tinha lido que era melhor visitar Stonehenge primeiro, então comprei a passagem de ônibus para ir para lá, que incluía a entrada no monumento, em Old Sarum e na Catedral de Salisbury. O ônibus era muito bom, com comentários que falavam sobre vários lugares no caminho em dez línguas, inclusive português brasileiro. Para mais informações, inclusive horários, clique aqui para visitar o site oficial. Também fui bem agasalhada, já que era inverno e Stonehenge tem fama de ser frio até no verão, mas estava um calor enorme e acabei segurando meu sobretudo pela maior parte do dia (para ser mais precisa, estava dez graus com sol e depois de um inverno especialmente rigoroso, parecia um calorão).

Stonehenge Inglaterra 3

O motivo pelo qual eu tinha lido tantos relatos ruins sobre Stonehenge é que você não chega nem perto das pedras, a não ser em alguns dias do ano, quando o monumento fica completamente lotado, ou em tours especiais. Eu imaginei que não seria frustrante não tocar nas pedras já que eu sabia com antecedência que era o caso (foi um pouco), e que seria legal apreciar a história de um lugar que é mais velho que a Grande Muralha da China ou o Parthenon (realmente foi).

Stonehenge Inglaterra 2

Ninguém sabe o que Stonehenge era com certeza. As pedras chegam a pesar 55 toneladas, e foram arrastadas desde Gales, entre 2 e 3 mil anos antes da nossa era. Ninguém sabe como ou por que motivo, e por isso é um lugar cercado de teorias e lendas. Muitas delas são contadas pelo próprio audioguide.

Stonehenge Inglaterra 1

  1. Uma teoria popular é que Stonehenge era um observatório astronômico ou um calendário, capaz de prever solstícios e equinócios. Pelo alinhamento das pedras, a luz bate de formas diferentes no monumento nessas datas, e o acesso a elas é permitido.
  2. Outra teoria é que o monumento era dedicado aos mortos, e que era também um cemitério. Essa teoria é apoiada pelo fato de que corpos foram encontrados ao redor das pedras, e hoje ficam no museu de Salisbury.
  3. Alguns estudiosos acham que Stonehenge foi construído como um lugar de cura, e que isso ligaria as duas teorias anteriores. As pedras teriam poder de cura por causa dos elementos astronômicos, e o número de enterros seria das pessoas que não foram curadas. Essa teoria é apoiada pelas propriedades acústicas das pedras, que seriam apreciadas na época e explicarim por que elas foram transportadas de tão longe.
  4. Outros teóricos pensam que ela foi construída para celebrar a paz entre várias comunidades neolíticas.
  5. As lendas dizem que o mago Merlin criou o monumento como local de enterro dos reis ingleses. Ele usou um gigante, que carregou as pedras para lá.
  6. Foram os aliens.
  7. Foi viagem no tempo.
Stonehenge construição
Reconstrução de Stonehenge dentor do museu

Fora do círculo, ficam algumas outras pedras que fazem parte do conjunto. A mais famosa é a “Heel Stone”, a pedra do calcanhar. Se você estiver dentro do círculo durante o Solstício de Verão, você vê o sol nascendo em cima dessa pedra.

Stonehenge Inglaterra heel stone

Stonehenge passou um tempo esquecida do público, até que foi redescoberta por pessoas que se interessavam pelos druidas. Essa é uma ironia enorme, com apontou o historiador Robert Hutton, porque eles chegaram lá quando os arqueólogos estavam provando que o monumento não era obra dos Druidas, como se pensava antes, mas que ele era muito mais antigo. Vários rituais religiosos foram feitos nas pedras nos anos 70 e 80, antes que colocassem as cordinhas que deixam longe das pedras, por motivos de conservação. Foi nesse momento que o lugar se tornou um ícone cultural britânico.

Na volta de Salisbury, o ônibus para em Old Sarum, a cidade foi usada pelos romanos e pelos saxões como uma fortaleza, mas que já existia antes deles. Depois da assinatura da Carta Magna, a cidade foi movida para a localização atual.

Old Sarum Salisbury 2

Em Old Sarum, dá para ver as ruínas da cidade original, que era cercada, e onde ficava a Catedral anterior. Não resta muito da cidade, mas o que existe, é um dos poucos fortes da Idade de Ferro que restam na Inglaterra (mas eu visitei outro em Skye na Escócia).

Old Sarum Salisbury

De lá, eu peguei o ônibus de volta para a Salisbury, e continuei a visita pela cidade, como vou contar no próximo post.

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s