8 Pratos típicos para provar nas Marche

As Marche são uma região da Itália que por muito tempo foi conhecida como região de fronteira, o fim dos estados papais. Hoje ela parece ser no meio da Itália, mas ainda é cheia de cidadezinhas medievais fortificadas, e cercada de praias famosas, então é uma região que vale a pena visitar. Também, como não pode deixar de ser na Itália, tem pratos famosos para quem quer conhecer a culinária italiana além dos pratos mais famosos.

Olive all’ascolana

Crédito: wiki commons

Começando com o que é talvez o produto mais famoso das Marche: as Olive all’ascolana. Eles são uma especialidade da cidade de Ascoli Piceno, uma azeitona recheada com carne, empanada e frita. É uma bomba, mas é muito gostoso. Ela pode ser comida em restaurantes ou como comida de rua, em cones de papel. Geralmente ela vem acompanhada de crema fritta, que é exatamente isso, creme frito um pouco azedinho, que combina perfeitamente com a azeitona. Se, além disso, eles acrescentam alcachofras, sálvia frita, abobrinha e carneiro, é um “fritto misto all’ascolana”.

Brodetti di pesce

Crédito: wiki commons

A região das Marche também é conhecida pela praia, principalmente as da região do Sirolo. E, como região de mar, é conhecida pelos pratos de peixe. O mais famoso é o Brodetto, uma sopa de peixe popular em toda a costa da Itália, mas com versões diferentes no Adriático e no Tirreno. Nas Marche tem várias versões: com concentrado de tomate perto de Fano, com molho de azeite fresco em Ancona, com açafrão em Porto recanati e com vinagre, pimentão e tomates verdes em San Benedetto del Tronto.

Crescia

Crédito: wiki commons

Cada região italiana tem seu pão, e a das Marche é a Crescia.  É um pão fino, que tem uma origem comum com a Piadina na Emilia-Romagna. Ela também é muito usada para sanduíches, principalmente de linguiça, queijo e ervas locais.

Stocco all’anconetana

Crédito: wiki commons

O Stocco é um peixe conhecido em português como bacalhau-do-atlântico, e como o nome indica, não é típico da Itália. Como ele virou um dos pratos típicos de ancona vem do fato de ser uma cidade portuária, por onde o bacalhau seco vinha importado da Noruega. Ele é feito com aipo, cebolas, cenouras, tomates e muito azeite, vinho e batatas. 

Maccheroncini di Campofilone

Crédito: wiki commons

Esse tipo de macarrão, vindo de uma cidade pequena das Marche, é famoso na Itália por ter sido a primeira massa com ovos a conseguir o marco IGP, que certifica a sua origem. A massa é feita em tiras tão finas que ela é cozida diretamente no molho, e só por um minuto. O molho pode ser a base de peixe, de carne ou de miúdos de galinha.

Fava ‘ngreccia

Favas são um tipo de comida muito conhecido na italiana como comida de camponeses, e, quando estão frescas em maio, são imperdíveis. Nas Marche, elas geralmente são preparadas com alici, alcaparras, azeite e salsinha.

I Vincisgrassi

Crédito: wiki commons

Não confunda com uma lasagna! Os vincigrassi são uma massa ao ovo quadrada, que são cozidos em água e enxugados, e depois montados com camadas de ragù e de molho bechamel. Tem uma versão que também leva miúdos de galinha no molho, as vincigrassi alla maceratese, típicos da província de Macerata.

Calcioni

Crédito: wiki commons

Essa é uma massa recheada que pode aparecer da entrada à sobremesa. Eles geralmente são recheados com pedaços de queijo, principalmente ricotta ou pecorino, e fatias de limão. Eles aparecem como aperitivo, entrada, ou, se cobertos de açúcar, até como sobremesa.

Clique na imagem para ler mais posts sobre a Itália.

Deixe uma resposta