Fano, praia e um centro antigo para curtir o Adriático

Eu nunca tinha ouvido falar de Fano até que fui parar lá. Eu e minhas amigas estávamos procurando um lugar para tirar alguns dias no mar, e procuramos por lugares de onde tinha um trem direto de Bologna, um airbnb com preços razoáveis e lugares históricos para visitar por perto. Foi assim que acabamos em Fano, uma cidade gracinha com um centro antigo e praias. Ela também me lembrou exatamente o que eu gosto no verão da Europa: dias que duram para sempre, um milhão de festivais, gente curtindo as ruas e praças durante a noite inteira.

Fano foi construída na época romana, e era construída como Fanum Fortunae, porque tinha um templo de Fortuna na cidade. Ela ficava na Via Flaminia, que ligava Roma a Rimini. Depois a cidade foi destruída pelos visigodos, e reconstruída pelos bizantinos. Durante a maior parte da época moderna, foi parte dos Estados Pontifícios, o território governado pelo Papa. Depois, entrou com eles para o território italiano.

Um dos lugares de Fano ainda preservados da época romana é o Arco de Augusto. Ele era a entrada da cidade pela Porta Flaminia, e ainda é um dos maiores símbolos da cidade. A cidade ainda é murada, então ele ainda é uma das entradas para o centro histórico. A rua do arco era o Decumano.

E falando nos muros, eles ainda cercam dois terços da cidade. E tem uma fortaleza planejada na parte mais alta da cidade, o Bastione Sangallo.

Um dos monumentos que mais me impressionou em Fano foi a Chiesa di San Francesco. Ela é uma igreja construída no século XIII, e que perdeu o teto em um terremoto, no início do século XX. 

A loggia na frente da Igreja tem os túmulos de Paola Bianca Malatesti, Pandolo III e Bonetto di Castelfranfo. A de Paola Bianca Malatesta foi planejada por Filippo di Domenico, enquanto a de Pandolfo III foi planejada para Leon Battista Alberti.

Claro, Fano também tem um Duomo, que é a Catedral de Santa Maria Assunta. Ela foi construída em estilo românico no século XII.

Fano ainda tem outras igrejas importantes, como a Chiesa di Santa Maria Nuova, conhecida pelas pinturas de Perugino, e a Chiesa di Santo Antonio, a única igreja ortodoxa da região.

Palazzo Malatestiano

Outro prédio da época romana é o Augusteum, que era o lugar do culto imperial, Hoje, ele é parte do MEMO, a Mediateca Montanari, e pode ser visitado no subsolo.

Crédito: wiki comons

Além disso, tem a Rocca Malatestiana, uma antiga fortaleza do século XIV. 

Além do centro histórico, a gente atravessou o rio e visitamos o bairro de pescadores do outro lado. 

E o centro histórico todo vale a pena, porque ele é lindo.

Além disso, Fano tem duas zonas de praias, a Sassonia, com praias de pedras, e o Lido, com uma praia de areia. 

Para quem visita Fano, a cidade também é muito conhecida pelo Carnaval. Ele tem a fama de ser o mais antigo da Itália, celebrado desde 1347.

Clique na imagem para ler mais posts sobre a Itália.

Deixe uma resposta