Em volta de Bologna em doze portas medievais

O centro de Bologna costumava ser contornado por uma muralha. Na verdade, foram várias camadas, que vem desde a época etrusca, no século VIII AEC. Depois, conforme a cidade foi crescendo, elas foram demolidas e refeitas várias vezes. A gente ainda vê vestígios de várias dessas camadas dentro do centro, principalmente as torres que marcavam as entradas nos muros do século XII.

 

Mas quando os bolonheses falam que alguém mora dentro dos muros, eles falam da última camada, que começou a ser construída no século XIII e depois demolidas entre 1902 e 1906. A idéia era que a demolição ia tornar o centro da cidade mais salubre, mas também que ia ser melhor para o trânsito, e logo criaram uma rua que dá a volta no centro seguindo as antigas muralhas. Ela tem vários nomes, dependendo do trecho, mas os bolonheses chamam só de “i viali”, e eu, como boa belorizontina, chamo de “a contorno”. A idéia inicial era demolir as portas também, mas houve uma campanha para preservá-la pelo valor histórico. No final, a prefeitura demoliu duas, e preservou as outras dez, então é delas que o post vai falar hoje.

 

Porta Galliera

Bologna muros medievais porta galliera

Bologna muros medievais porta galliera 2
O outro lado da porta, com a ponte levadiça que acabou de ser restaurada

Chegando em Bologna de trem ou ônibus, um dos primeiros lugares que a gente vê é a Porta Galliera. Ela foi construída pela primeira vez no século XII, e depois reconstruída várias vezes, inclusive entre 1660 e 63, quando assumiu o estilo barroco que tem hoje. Ela testemunhou vários fatos da história de Bologna, como a insurreição contra os Estados Papais no século XIV, quando os habitantes da cidade destruíram uma fortaleza perto da Porta, e a insurreição contra os austríacos, que governavam grande parte do norte da Itália, no século XIX, quando a população fechou as portas da cidade para expulsá-los. A Galliera foi a última porta a ser fechada então, e um monumento lá dentro ainda lembra os que morreram na luta.

A Galliera foi recentemente reformada e voltou a ter uma ponte levadiça, que a maioria das portas da cidade tinha antes que elas fossem removidas, no século XVIII.

 

Porta Lame

Bologna muros medievais Porta lame

Se você continuar no viale em sentido anti-horário, a próxima porta é a Lame. Ela foi construída no século XIII, e depois reconstruída em estilo barroco. Ela é mais conhecida por causa da Batalha de Porta Lame, em 7 de novembro de 1944, quando um grupo de partigiani lutou contra um grupo de soldados nazistas, no que foi a maior batalha dentro de uma cidade italiana. Depois da guerra, uma estátua de Mussolini foi desmanchada e o bronze foi usado para criar duas estátuas colocada na porta para lembrar o que aconteceu, de uma partigiana e um partigiano.

 

Porta San Felice

Bologna muros medievais Porta San Felice

Na extremidade oeste do centro, fica a Porta San Felice, construída em 1334 na estrada que leva a Modena. Ela foi feita com uma ponte levadiça, que depois foi demolida no século XIX. Ela também é conhecida pelas batalhas, já que Bologna e Modena frequentemente lutaram durante a Idade Média, quando Bologna era uma cidade guelfa, partidária do papado, e Modena era gibelina, partidária do Imperador do Sacro Império Romano-Germânico. 

 

Porta San Isaia

A Porta San Isaia teve uma vida breve, para padrões de cidades italianas: ela foi construída em 1568 para substituir outra porta, a do Pratello, que tinha sido fechada no século anterior. Depois ela foi demolida em 1902.

 

Porta Saragozza

Bologna muros medievais porta Saragozza

A Porta Saragozza foi construída em 1334, como uma das portas menores da cidade. Em 1674, foi construída em Bologna a maior rua coberta por pórticos do mundo, seis quilômetros saindo da porta Saragozza, levando para o Santuário de San Luca. Depois a porta foi completamente reformada entre 1857 e 1859, ganhando a aparência que ela tem hoje, e que eles consideravam mais adapta ao seu posto como lugar de início das procissões.

 

Porta San Mamolo

454px-Poppi,_Pietro_(1833-1914)_-_n-12023-Bologna-Porta-d-Azeglio_già-San-Mamolo
Crédito: wiki commons

Depois vem outra porta demolida, a San Mamolo. Ela foi construída no século XII e ligava Bologna aos “colli”, as colinas da parte sul da cidade. Ela foi completamente renovada em 1850, mas infelizmente isso não a salvou da demolição meio século depois, decidida para não atrapalhar o trânsito.

 

Porta Castiglione

Bologna muros medievais Porta castiglione

A Porta Castiglione foi construída em 1250, e era chamada de Porta dos canais, porque era cercada de vários canais artificiais. Ela foi muito reformada em 1850, assumindo a aparência que tem hoje.

 

Porta Santo Stefano

A Porta Santo Stefano foi construída no século XIII, mas a torre original foi danificada por golpes de artilharia em 1512, e ela teve que ser demolida, com a construção de uma porta nova. Em 1843, essa porta também foi demolida, e dois prédios foram usados para transformar a entrada em uma entrada monumental, chamada de Barriera Gregoriana porque foi feita sob ordens do papa Gregorio XVI. Entre eles ficava um portão de ferro, que hoje fica na entrada dos Jardins Margherita, lá em frente. Depois da demolição dos muros, os prédios tiveram muitos usos, como banheiros públicos, sede dos guardas urbanos, do Comitê Bologna Storica e do partido Socialista Italiano. Depois, elas viraram experiências e autogestão, que é tão importante para os centros sociais de Bologna. Um deles foi transformado no Circolo Anarchico Berneri, em 1972, e o outro entre 1997 e 2015 foi dese da Atlantide, centro social LGBT e feminista.

 

Porta Maggiore

Bologna muros medievais Porta maggiore

A Porta Maggiore foi construída no século XIII, na extremidade leste do centro da cidade. Depois ela foi aumentada no século XVI, com uma fortaleza sendo construída em torno. Em 1903, a sua demolição foi decretada e os trabalhos começaram, destruindo a fortaleza. Finalmente, foi decidido manter a porta original do século XIII. 

 

Porta San Vitale

Bologna muros medievais Porta san vitale

A Porta San Vitale foi construída em 1286, e era conhecida porque era de onde se partia na direção para Ravenna. Em 1354, construíram uma ponte levadiça em frente, que depois foi demolida no século XVIII. 

 

Porta San Donato

Bologna muros medievais Porta san donato

A Porta San Donato foi construída no século XIII. Ela também tinha uma ponte levadiça, mas foi reformada no século XVIII e ela foi retirada. Hoje, ela também é conhecida como Porta Zamboni, porque fica no fim da rua do mesmo nome, a principal sede da universidade. 

 

Porta Mascarella

A Porta Mascarella foi construída em 1300, na estrada que levava para Ferrara. O nome dela tem uma história engraçada: Mascarella era uma gíria da época que significava fraude, porque foi feita perto de um mercado de animais que aparentemente era bem conhecido por isso. 

 

Clique na imagem para ler todos os posts sobre morar e estudar em Bologna.

Asdistancias blog tag unibo universidade de bologna 2

Ou aqui para ler todos os posts sobre a Itália.

2 comentários

Deixe uma resposta