Genova – um passeio pela história de “la soberba”

Viajando pela Itália, a gente está sempre em busca do passado. Viajamos para Roma para ver o que resta do Império, para Florença para ver uma cidade do Renascimento, para Bologna para ver a Idade Média. Mas em um país tão novo – a Itália era dividida em vários países até 1871, e algumas partes foram unidas ao país mesmo depois – a gente tem várias histórias para ver, e algumas ficam quase esquecidas. Quando eu fui para Genova, foi em grande parte para ver uma dessas histórias: a da República de Genova, voltada para o mar e que tinha uma das frotas mais poderosas do Mediterrâneo.

Genova porta medieval

A região de Genova é habitada desde o século 5 AEC, com populações ligures, etruscas e gregas. E desde essa época ela era conhecida pelo porto, reputação que continuou durante o Império Romano e depois. No século XI, Genova se tornou uma cidade-estado independente, uma das Repúblicas Marinhas, como Pisa e Veneza. Eles participavam ativamente do comércio do Mediterrâneo, levando especiarias e tecidos, mas também escravos e soldados para as Cruzadas. Eles estabeleceram colônias na Córsega, Sardegna, e no Oriente Médio. Genova era tão poderosa que sua bandeira, uma cruz vermelha sobre um fundo branco, era respeitada em todo o mediterrâneo, e alguns historiadores acreditam que ela foi copiada pela Inglaterra, que queria a proteção da cidade italiana, e que essa seria a origem da bandeira inglesa. A República entrou em decadência no fim da Idade Média, mas o esplendor antigo continuava a ditar o rumo das construções da cidade, com palácios e igrejas enormes sendo construídos – levando a cidade a ganhar o apelido de “La Soberba”. Depois, no final do século XVIII, eles foram invadidos pela França, depois incorporados ao Reino da Sardegna em 1814, e finalmente se tornaram, algumas décadas depois, parte da Itália. 

Genova fonte

Genova centro historico banheiro

Quando eu fui para Genova, o meu albergue era perto da Via Garibaldi, uma das “Strade Nuove”, as ruas novas, construídas pela aristocracia de Genova durante o auge da República, e conhecidas pelos palácios suntuosos. 42 palácios são citados pela UNESCO na decisão de tornar essa região um Patrimônio da Humanidade, e alguns ainda são propriedade privada, mas muitos estão abertos para o público. Três deles ficam na Via Garibaldi, e são hoje parte dos Musei di Strada Nuova: o Palazzo Rosso, o Palazzo Bianco e o Palazzo Doria–Tursi. A visita foca no interior dos palácios e nas suas coleções, principalmente de arte.

Genova strade nuove via garibaldi 9

Genova strade nuove via garibaldi 1

Genova strade nuove via garibaldi 2

Genova strade nuove via garibaldi 7

Genova strade nuove via garibaldi 8Genova strade nuove via garibaldi 11

Genova strade nuove via garibaldi 12

Passei boa parte do tempo em Genova do Palácio Ducale, que já foi a sede dos duques de Genova, e hoje serve como centro de exposições. É que quando eu estava em Genova, tinha uma feira de editoras independentes onde eu me ofereci como voluntária. 

Genova Palácio ducal

Genova Palácio ducal 2

Do lado de fora do Palácio, fica a Piazza de Ferrari, que é famosa pela fonte. Como ela é cercada de bancos, os genovese falam que ela é a “city”, em referência a City of London, também dominada por bancos.

Genova piazza de ferrari

Depois fui para a Catedral de Genova. Ela é dedicada a São Lourenço, e foi construída entre os séculos doze e catorze com o dinheiro que Genova ganhou com as cruzadas. Como essa foi uma época de grandes mudanças na arte e na arquitetura italiana, a Catedral de Genova foi incorporando isso. Por isso o interior foi construído em estilo romanesco, e a fachada foi construída em estilo gótico. Na fachada, procure pelo cachorro – a superstição local diz que se você achá-lo, você vai encontrar o amor verdadeiro. Quem não acha, fica solteiro para sempre. Eu tinha ouvido falar, mas esqueci de procurar, então ninguém conta para as minhas tias que me dão três beijinhos que “é pra casar”. 

Genova catedral san lorenzo 1

Genova catedral san lorenzo 2

Genova catedral san lorenzo 5

Genova catedral san lorenzo detalhe

Genova catedral san lorenzo 6

Genova catedral san lorenzo 3

Durante a Segunda Guerra, Genova foi bombardeada pelos ingleses, e uma bomba caiu dentro da igreja e não explodiu. Hoje, ela fica exposta bem na entrada.

Genova catedral san lorenzo 4

De lá fui para outra igreja perto, Santa Maria di Castello, uma igreja do século IX conhecida pelas obras de arte. Ela é cheia de afrescos e pinturas comissionados pelas famílias mais ricas de Genova. Em uma das capelas, vi azulejos portugueses, que eram muito apreciados na cidade no século XVI. Você tem que pedir para os vigias se quiser ver a loggia, que é uma das partes mais interessantes da igreja, mas vale a pena. O passeio é grátis, mas você pode deixar uma doação para as obras de renovação da igreja.

Genova santa maria castello 1

Genova santa maria castello 2

Genova santa maria castello azulejos

Genova santa maria castello loggia

Genova santa maria castello afresco

Depois de passear pelo centro, fui para o Porto. Ele hoje não controla mais um império, mas é um bom lugar para fazer um passeio. Lá ficam vários lugares famosos para visitar, como o Aquário, que é um dos maiores da Europa, o Museu do Mar, que conta a história da República de Genova, e a Lanterna, o farol construído em 1543 que foi por mais de trezentos anos o mais alto do mundo. É um lugar bem legal, que parecia um pouco estranho porque é separado do centro por um viaduto. A gente tem que passar por baixo dele, o que não é perigoso, é uma área bem cheia de gente, mas faz a gente sentir que a cidade foi prejudicada por algumas escolhas urbanísticas que privilegiaram os carros ao invés da história ou das pessoas.

Genova porto antico 4

Genova porto antico 3

Genova porto antico 2

Genova porto antico 1

Um pouco mais para o norte, ficam os palácios das famílias aristocráticas, que juntos são conhecidos como Palazzi dei Rolli, e são patrimônio da UNESCO junto com o centro histórico. O mais famoso deles é o Palazzo Reale, conhecido pelos jardins e pelo enorme hall de espelhos.

Genova centro historico palacio real

Não cheguei a visitar outro dos lugares mais famosos da cidade, Boccadasse, que não parecia tão atraente nos dias de chuva em que eu estava em Genova, mas acho que vale a pena falar dele, porque é o estereótipo da Liguria. Ela costumava ser uma vila de pescadores, depois incorporada à cidade, e ainda tem as casas coloridas penduradas nas encostas que viraram um símbolo da região. Também tem praia, para quem vai no verão, e é conhecida pela comida do mar.

Genova_Boccadasse07
Créditos: wiki commons

Como sempre, não vou resistir a colocar mais umas fotos do centro histórico.

Genova igreja 2

Genova igreja

Genova centro historico 6

Genova centro historico 5

Genova centro historico 3

Genova centro historico 2

Genova antiquario

Clique aqui para ler todos os posts sobre a Itália.

Deixe uma resposta