Explorando Santa Teresa

Santa Teresa é atmosférico. Além de ter a reputação de ser onde moram os artistas e hippies, o bairro tem ruazinhas em paralelepípedos e bares maravilhosos. Por isso é um dos bairros mais famosos do Rio, e a visita é imperdível. Vou listar algumas atrações que acho imperdíveis, mas para mim grande parte do charme do bairro consiste em andar sem muito destino e entrar em ateliês e lojinhas de artesanato.

Parque das ruinas musica ao vivo

santa teresa rio

Também é um bom lugar para andar procurando grafites.

Grafites em Santa Teresa 1

Grafite do bonde em Santa Teresa 3

Grafites em Santa Teresa poesia na calçada
Paulo Leminski na calçada
Trompe l'oeil em Santa Teresa
Olha esse Trompe l’oeil no lado esquerdo que incrível

Um dos meus lugares preferidos no Rio é o Parque das Ruínas, que é super charmoso, tem vistas espetaculares, uma programação de música ao vivo, uma pequena galeria e um café. Tem basicamente tudo o que eu gosto.

Parque das ruinas 1

Ele costumava ser uma mansão, que pertencia à herdeira Laurinda Santos Lobo. A casa dela era um ponto de encontro de artistas fundamental durante o modernismo, e por isso outra casa no bairro virou um centro cultural e foi dedicada à ela. O Centro Cultural Laurinda Santos Lobo é muito ligado a memória do bairro e lá acontecem mostras de fotografia, dança, música e teatro.

Parque das Ruínas Santa Teresa 1

Outra atração cultural importante é o Museu da Chácara do Céu. Antiga casa do empresário Castro Maya, ela foi transformada em museu em 1972. A exposição permanente tem obras de Matisse, Modigliani, Seurat, Guignard, di Cavalcanti, Portinari, além de uma coleção de mapas antigos e ilustrações antigas. Além da coleção de arte da família, eles fazem exposições mostrando coleções particulares que raramente ficam acessíveis ao público.

Uma das principais atrações do bairro são os barzinhos. O mais famoso é o Bar do Mineiro, que tem um famoso pastel de feijoada. O Anthony Bourdain foi e aprovou. Um lugar barato para comer é o mercado das  pulgas lá perto.

mercado das pulgas santa teresa rio

Chegar em Santa Teresa é difícil, mas esse é parte do charme. O bairro fica a dez minutos da Lapa, então claro que uma alternativa é chegar lá andando. E para isso, tem um caminho mais do que charmoso.

A Escadaria Selarón liga a Lapa à Santa Teresa. Selarón era chileno, mas o Rio era a cidade que ele escolheu e amou, e a escada foi o presente dele à cidade. Ele trabalhou nela por mais de duas décadas, a maior parte do tempo sem qualquer ajuda ou apoio. Aos poucos, as pessoas começaram a trazer azulejos para ele como presentes, e eventualmente a escada se tornou um ponto turístico famoso da região. A escada fica absolutamente lotada em alguns momentos, mas isso é bom quando você está tentando chegar em Santa Teresa: quando ela está vazia, o lugar não é muito seguro.

Escadaria Selarón Rio 1

A segunda forma de chegar em Santa Teresa é a mais charmosa: pelo bondinho. Ele foi a primeira linha de bonde do Rio, construída em 1872, e passava em cima do Aqueduto da Carioca, os Arcos da Lapa, já então obsoletos. E sério, se eu acho esse passeio incrível e fico maravilhada pela vista depois de já ter andado muito de bonde e veículos mais rápidos, não consigo nem imaginar o que era chegar em Santa Teresa em 1872. Não é à toa que ele se tornou a alma do bairro!

bonde santa teresa rio

Eu andei no bonde de Santa Teresa quando era criança, e depois andei logo quando ele reabriu, durante as olimpíadas. Foram quase três horas de fila em plena hora do almoço, mas valeu a pena. Depois fiquei sabendo que o bondinho começou a cobrar, e fiquei indignada. 20 reais para andar em um bonde que sempre foi gratuito parece exploração. Mas aí parei para pensar: é de graça para residentes e estudantes da rede pública, então a cobrança mantém um direito dos moradores, pelo menos a princípio, e ainda evita que o bonde fique tão lotado de turistas que alguém saia do trabalho e não consiga chegar em casa. Pensando em cidades onde moradores querem tomar de volta bairros dos quais estão sendo expulsos pelo AirBNB, achei justo. Só falta ele ter um horário que realmente atende os moradores voltando do trabalho. Ele tem parados no Largo da Carioca, Largo dos Guimarães e no Largo do Curvello, o que é apenas 10% do trajeto original.

 

 

E sendo a alma do bairro, também está muito presente nos grafites.

Grafite do bonde em Santa Teresa 2

Grafite do bonde em Santa Teresa 1

Finalmente, você pode chegar de táxi ou de uber. Não costumo pegar táxi no Rio, mas sei que eles têm uma péssima reputação, e pior ainda quando é para ir para Santa Teresa. Muitos táxistas se recusam a ir até lá por causa dos paralelepípedos, e chamar um uber pode ser a opção mais fácil.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s