Dois séculos e meio de Agrigento

Nas montanhas perto de Agrigento ficava aquela que era conhecida como “a mais bela cidade dos mortais”. A antiga cidade de Akragas já foi a quarta maior cidade do mundo conhecido. Hoje, suas ruínas fazem parte do Vale dos Templos, a maior área arqueológica da Sicília. Milhares de anos atrás, quando ela era chamada de Magna Grécia, a ilha possuía algumas das mais ricas cidades gregas.

Se você começar a visitar o vale pela parte ocidental, vai ver primeiro o templo dos Dioscuros, nome dado a Castor e Pólux. O lugar é marcado por quatro colunas. De lá, você consegue ver a centro medieval de Agrigento. Lá também vi as primeiras amendoeiras, em flor em fevereiro. Fevereiro-março é, aliás, uma ótima época para visitar a cidade, com amendoeiras em flor e quente, apesar de ser inverno, não insuportável como no verão.

Lá perto também tem um grande jardim com mesas de piquenique.

templo-dos-dioscuros-agrigento

amendoeira-em-flor-agrigento

As ruínas do Templo de Júpiter ocupam grande parte do complexo. Ele teria sido o maior de todos os templos, mas sua construção foi interrompida quando Akragas foi saqueada por Cártago. Você pode ver uma enorme escultura de um homem deitado, de cerca de 8 metros, que originalmente foi planejada para ser uma coluna do templo.

gigante-do-templo-de-jupiter-agrigento

O primeiro dos templos da parte oriental é o templo de Hércules, o mais antigo do Vale, do qual restam apenas oito colunas.

templo-de-hercules-agrigento

Com sorte, no caminho você vai ver algumas cabras sicilianas, uma espécie típica de Agrigento em risco de extinção que agora está sendo protegida e criada perto dos templos.

cabras-sicilianas-agrigento

O mais bem preservado dos templos é o Templo da Concórdia, mais conhecido por ser o modelo do logo da UNESCO. Ele foi construído no século IV antes de nossa era, e oitocentos anos depois convertido para uma igreja cristã. Ele sobreviveu mais do que os outros por ter um tipo de argila flexível na sua fundação, que absorve o choque dos terremotos.

templo-de-concordia-agrigento-1

 

simbolo-unesco

O último templo é conhecido como Templo de Hera ou Templo de Juno. Ele foi parcialmente destruído por um terremoto, mas muitas das colunas ainda existem.

 

Saindo do Vale dos Templos, evite fazer como a maior parte dos turistas e voltar imediatamente para a cidade de onde você veio. Agrigento merece uma visita. É uma cidade medieval com vista para o Vale dos Templos e para o mar.

 

Eu fui até o topo da cidade para ver o Duomo, mas tive uma surpresa ruim. Ele estava fechado, possivelmente para sempre. É que ele está em risco de desabar. Por isso os sapatos de gesso na instalação de arte nas escadas, parte do projeto “Walk in Progress”, que denunciam o silêncio com o fechamento do Duomo.

duomo-agrigento

Para as pessoas da Sicília, esse é um símbolo do descaso do norte com o sul, de como eles são tratados “como uma colônia”, como eu falei no post sobre o norte versus o sul. Eu realmente não posso imaginar algo assim acontecendo em uma cidade importante e turistica em uma província no norte.

torre-em-agrigento

Como chegar: Agrigento é a cerca de duas horas de ônibus ou trem de Palermo ou Catânia. O ônibus costuma ser mais conveniente e pontual.

Chegando na rodoviária ou na estação de trem, procure uma Tabaccheria para comprar o bilhete e procure os ônibus 1, 2 ou 3. As paradas mais convenientes são San Nicola (para a parte ocidental) ou Posto di Ristoro (em frente ao Templo de Hércules).

10 comentários

Deixe uma resposta para Julia Boechat Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s